Juju - a dona do pedaço

Juju - a dona do pedaço
JUJU - a dona do pedaço

Família de Peludos

Família de Peludos
"Este blog é feito com muito carinho. Nasceu da vontade de compartilhar

experiências, textos, conhecimentos, dicas a partir da convivência com felinos;

de descobrir como as pessoas em diferentes partes do mundo convivem com esses seres fascinantes.

A família vai adorar que você deixe um comentário.

Entre e fique à vontade... "



terça-feira, 25 de outubro de 2011

AJUDE GEPETO!

Gepeto é um gatinho sofrido, que teve a grande sorte de ser encontrado por pessoas muito boas e que resolveram ajudá-lo. Com aproximadamente 10 anos, tem FIV, diabetes e outras complicações.

Os amigos que cuidam do gatinho, estão levantando fundos para pagar o tratamento de Gepeto através de uma rifa.
O prêmio é uma caneta lindíssima, com cristais swarovski.


Gepeto recebendo fluidoterapia

Prêmio

terça-feira, 11 de outubro de 2011

sábado, 8 de outubro de 2011

PADRE MARCELO ROSSI DEFINE GATOS COMO "TRAIÇOEIROS"

por: Luiz Fernando Pegorer

"Padre Marcelo tem preconceito contra gatos – e usa sua exposição para falar mal dos gatos na semana de São Francisco de Assis.
Frequentei a igreja católica e reconheço que ela desempenha um papel importante na família, nos valores morais e mesmo foi uma resistência à ditadura, e um alento aos meninos de rua.
Mas assisti a missa de sábado (01), quando o Padre Marcelo, ao anunciar a semana dos animais (do seu protetor São Francisco) foi muito preconceituoso em relação aos gatos ao dizer que gosta de todos animais, menos dos “traiçoeiros” gatos. Mesmo depois, ele disse para deixarmos os animais bem pertos do rádio, mas não leva-los pessoalmente; o Bispo Fernando sugeriu que ele deixasse que os fiéis levassem seus animais e o Pe. Marcelo fez uma careta com a língua para fora e bradou “menos os gatos”. Fiquei muito decepcionado e até com raiva, sentimento que é raro sentir.
Sugiro, que como eu, os amigos de nossos parceiros de planeta escrevam e protestem contra essa atitude grosseira e anticristã do Padre Marcelo.
Escolhi o endereço http://radioglobo.globoradio.globo.com/fale-conosco/FALE-CONOSCO.htm e em “Destinatário” eu selecionei o programa dele “Momentos de Fé”."

Fonte:
http://www.anda.jor.br/2011/10/05/padre-marcelo-rossi-demonstra-preconceito-contra-gatos-no-dia-do-animal/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=padre-marcelo-rossi-demonstra-preconceito-contra-gatos-no-dia-do-animal

Fiquei revoltada com a atitude do Padre Marcelo. Ninguém é obrigado a gostar de gatos, porém, como são criaturas de Deus, é OBRIGAÇÃO de todos respeitá-los! Ele, enquanto uma pessoa pública, formadora de opinião, deveria tomar cuidado com o que diz.
Sabemos da dificuldade que é mudar preconceitos, principalmente os relacionados aos felinos.
Tal atitude está causando uma mobilização nas redes sociais para que o Padre Marcelo se retrate publicamente por tal comentário preconceituoso.
Quem quiser participar é só acessar:
ou ainda:



terça-feira, 20 de setembro de 2011

GALEGUINHOS PARA DOAÇÃO

Essa turminha está prontinha para adoção!
Léo, Gabriel e Bianca são irmãos, foram resgatados ainda bebês, logo completarão 1 ano e ainda estão aguardando um lar.
Estão castrados e vacinados, são muito dóceis, amorosos e brincalhões.
Podem ser doados para Santos, ABC ou São Paulo, entrego pessoalmente na casa nova. Apenas para apartamento telado ou casa igualmente segura.
Tratar com Patrícia Oliveira: http://catsnecropolis.blogspot.com/


Bianca


Leo


Gabriel


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

DONOS DE GATOS SÃO VÍTIMAS DE ESTERIÓTIPOS

“Sou homem e tenho sete gatos. Muita gente insinua, ou pergunta mesmo, se sou gay. Não sou. Apenas tenho gatos”, afirma projetista.

por: Danielle Nordi, iG São Paulo 16/09/2011 06:48


Foto: Arquivo pessoal
Claudio, 44, diz que está na hora de os homens
 assumirem que gostam de gatos.
Traiçoeiros. Frios. Muita gente que não tem nada contra animais em geral atribui características humanas negativas aos gatos. Os felinos são alvo de antipatia de alguns. Há até os que acham que as pessoas podem ser divididas em dois tipos: as que gostam de cães e as que gostam de gatos. Na rixa entre os grupos, quem está no time dos gatos sofre, assim como seus animais, com estereótipos.

Homossexuais, solteironas ou pessoas diabólicas. Esses são exemplos de generalizações onde essas pessoas são enquadradas. O projetista Claudio Olívio de Paula, 44, passa por isso com bom humor.

“Além do preconceito de achar que o gato é um péssimo animal de estimação, tenho um agravante: sou solteiro. Deus nos livre de um homem solteiro, que não seja gay, ter um gato!”, diverte-se Claudio.


Ele anuncia para todos os que insinuam, sondam ou perguntam: “Gente, um animal não define orientação sexual. Tenho sete gatos e acho que está na hora de homens criarem coragem e assumirem com todas as letras que gostam de gato”, afirma.


Origem

Mas por que isso acontece? De onde vêm os preconceitos que cercam os amantes de felinos?
“O que acontece mesmo é que o gato, mais precisamente o gato preto, acabou pagando por uma briga religiosa. Quando o gato preto, que era muito admirado pelos árabes, foi trazido para o Ocidente, a igreja católica via nele um inimigo. Chegou a proibir que os fiéis tivessem o animal. Quem tinha o bicho era considerado igualmente diabólico”, afirma o pesquisador e historiógrafo Gehad Hajar.
O pesquisador atenta para o fato de que o gato é um animal com bastante representação mística, o que acaba colocando mais lenha na fogueira. “Obras literárias citam essa questão da mística. O escritor Edgar Allan Poe escreveu um conto, chamado ‘Gato Preto’. Ele atribui tudo que dá errado em seu cotidiano ao gato preto. Isso depois da morte do animal.” Nem é preciso ir tão longe: nas histórias infantis, os gatos sempre são os vilões – o Frajola de Piu-piu, o Tom de Jerry. O gato de Cinderela é um malvadão chamado Lúcifer. O da bruxa Madame Min se chama Mefistófeles, o que dá na mesma depois de “Fausto”.

Preconceito que alimenta preconceito

Foto: Arquivo pessoal
O gato Sebastião é alvo de piadas dos amigos
 de sua dona, Ludmilla
De acordo com a psicóloga Marisa de Abreu, o preconceito que os donos sofrem é um respingo daquele que as pessoas têm com o próprio bicho. É um processo conhecido como “percepção seletiva” em que as pessoas enxergam o que querem. “Por exemplo, você acaba de comprar um modelo qualquer de um carro. No dia seguinte, parece que ‘surgiu’ uma quantidade enorme de carros do mesmo modelo nas ruas. Surgiu? Não! Você é que está percebendo mais o que sempre esteve lá. O mesmo acontece no caso dos donos de gatos. Ninguém é santo nem demônio. Todos temos aspectos positivos e negativos, mas, ao ter um gato, que é associado a coisas malévolas, suas características menos positivas serão observadas com mais intensidade”, explica.

Ela diz a generalização que muitos fazem de que donos de gatos são gays ou solteironas pode ser explicada pela questão da associação – e por preconceitos prévios que alimentam novos estereótipos. “Os gays são vistos como pessoas mais emotivas, com a sensibilidade mais aflorada. As mulheres solteiras, para muitos, são carentes. Pelo gato ser um animal que tem características atribuídas a seres humanos, muitos associam que os dois grupos preferem sua companhia para partilhar a vida com eles.”
A secretaria executiva e tradutora Ana Angelica Clemente, 49, dona de duas gatas, levanta outra hipótese. “É comum as pessoas verem mulheres que ficam solitárias com idade avançada terem muitos gatos e acabam achando que é sempre assim. Como toda generalização, é bem injusta. Conheço várias famílias que têm gatos. Não é questão de solteirice ou orientação sexual. É questão de serem bichos companheiros e fáceis de cuidar por serem independentes.”
Gato preto? Sai que é azar!

O tempo fecha mais ainda para quem tem gato preto. A empresária Ludmilla Rossi, 29, sabe bem disso. Ela tem dois gatos, o Sebastião – um vira-lata preto – e o Ângelo – da raça Maine Coon. “Alguns amigos tiraram sarro do Sebastião por um tempo. Mas eu o adotei justamente por isso: poucas pessoas gostam de gato preto. Pra mim, esse papo de que dá azar não é verdade.”
A psicóloga Marisa de Abreu afirma que essa superstição influencia o julgamento diante do animal. “A superstição já influenciou nosso gosto por muitas coisas. As pessoas mais frágeis possuem dificuldades de aceitar as incertezas da vida. Aí se apegam a algo que veem como uma certeza, como o fato de que um gato preto traria azar.” E como combater esse impulso de acreditar no que nos é posto como certeza? “Desenvolvendo o senso de lógica e obtendo informações. Ser psicologicamente seguro também é importante”, afirma Marisa.

Saia-justa

Ana Angelica elenca as situações indelicadas pelas quais já passou. “As pessoas costumam falar coisas como não ser possível confiar em gato ou, o pior de todos, que a minha gata daria um ótimo tamborim. Além disso, como minhas gatas são super sadias, algumas pessoas falam que ela daria um ótimo churrasquinho. Pode isso?”, conta, rindo.
Ludmilla faz a tão polêmica comparação para justificar sua preferência e espantar críticas. “Eu enxergo apenas qualidades nos gatos. Se querem compará-los aos donos, consequentemente teremos qualidades ao invés de defeitos também. Eles são independentes, silenciosos e têm, acima de tudo, personalidade. Não é como cachorro – que eu também gosto muito - que aceita muita coisa do dono. O gato, não. Ele tem ‘opinião’ e faz o que gosta.”

Fonte:

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

GATA É ENCONTRADA EM NOVA YORK CINCO ANOS APÓS FUGIR DO COLORADO

Uma gata que fugiu de casa há cinco anos no Colorado é encontrada vagando pelas ruas de Nova York.
Esta é Willow, uma gatinha de seis anos de idade. Como ela fez a viagem de quase três mil quilômetros, entre Rocky Mountais e Manhattan, permanece um mistério.
O animalzinho foi entregue ao serviço de zoonoses de Nova York que conseguiu rastrear a origem dela graças a um microchip implantado sob a pele de Willow.
Agora, ela será submetida a exames para controle de doenças e depois entregue de volta aos donos.

Fonte: http://www.paraiba.com.br/2011/09/15/85359-gata-e-encontrada-em-nova-york-cinco-anos-apos-fugir-do-colorado-veja-video

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

7 DE SETEMBRO - DIA DA INDEPENDÊNCIA



Em quadro a óleo sobre tela (415x760 cm), pintado em 1888, e denominado "Independência ou Morte", Pedro Américo retratou como teria sido o momento do grito às margens do Ipiranga. O quadro está conservado no Museu Paulista, situado no mesmo lugar onde em 1822 foi declarada a Independência do Brasil.


Museu do Ipiranga ou Museu Paulista


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

CADEIA AMERICANA ADOTA GATOS PARA DETENTOS

Já pensaram se a moda pega aqui no Brasil?

Uma prisão em North Platte, no estado de Nebraska (EUA), adotou dois gatos para fazerem companhia aos detentos. Segundo o xerife Jerome Kramer, do condado de Lincoln, os animais de estimação diminuem a tensão na cadeia e ajudam a aliviar o estresse dos presos. A cadeia faz um revezamento com felinos e, de acordo com Kramer, os detentos aguardam ansiosamente sua vez de cuidar dos gatos, segundo a emissora de TV "KNOP".


Detentos em prisão no estado de Nebraska ganharam
companhia de gatos. (Foto: Reprodução/KNOP)

Fonte:
http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2011/08/para-aliviar-estresse-cadeia-americana-adota-gatos-para-detentos.html


sábado, 27 de agosto de 2011

sexta-feira, 22 de julho de 2011

FAMÍLIAS ABANDONAM ANIMAIS DURANTE REINTEGRAÇÃO EM TERRENO NO ABC

A Polícia Militar em São Bernardo do Campo, no ABC, fez um alerta à população nesta quinta-feira (21) sobre a grande quantidade de animais abandonados em um terreno onde é feita uma reintegração de posse, na Vila Ferreira. Mais de 70 famílias já foram retiradas do local, que pertence à Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU). A operação, iniciada na terça-feira (19), deve continuar nesta sexta-feira (22). A ação será reiniciada por volta das 7h.
Polícia Militar faz um apelo à população para que pessoas que queiram adotar compareçam ao local (Foto: Divulgação/Polícia Militar)
Polícia Militar fez apelo à população para que pessoas que queiram adotar compareçam ao local (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

De acordo com a Polícia Militar, os animais, principalmente gatos e cachorros, foram abandonados por seus donos. De acordo com o Departamento de Zoonose de São Bernardo do campo, a unidade apenas pode recolher os animais nos casos em que eles exponham risco às pessoas. Por isso, a PM fez um apelo à população na tarde desta quinta para que pessoas que tenham interesse em adotar compareçam ao local.


 



Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/07/animais-sao-abandonados-durante-retirada-de-familias-de-terreno-no-abc.html

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE O GATO ESQUILO

Maicon foi hoje à Brasília. Ao chegar, mais uma surpresa! A caixa de transporte, que havia embarcado com ele, chegou quebrada. Empresa aérea? A Gol, claro!
Assim já é demais!

Além de vistoriar as câmeras deixadas nos arredores do aeroporto, vai  conferir a história de um gato, com as características do Esquilo, que chegou no motor de um carro em Taguatinga. Parece que a dona do carro esteve no aeroporto no feriado da Páscoa. Gente, estou com a impressão de que esse gato é o Esquilo.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

GATO ESQUILO - PLANO "GATOEIRA VIRTUAL"

As buscas pelo gato Esquilo continuam! Maicon investiu na compra de câmeras e bebedouros a fim de poder "vigiar continuamente" os locais por onde ele acredita que Esquilo possa estar refugiado. São áreas de cerrado, com água e outros animais, inclusive gatos que ali habitam.
O amor e a dedicação de Maicon me comovem profundamente. Ele não mede esforços para encontrar seu amado gatinho.  
O artigo abaixo foi escrito pela Jornalista Vera Rodrigues-Rath, que mantém contato constante com Maicon, publicando em seu blog, notícias sempre atualizadas sobre a busca por Esquilo: http://blogg2.verinha.de/?p=1194#comment-367 

Segue o artigo:

"MAICON INVESTE EM TÉCNICAS DE BUSCA INÉDITAS NO BRASIL – APROVADO E IMPLANTADO O PLANO “GATOEIRA VIRTUAL”

Após uma longa espera, no último domingo finalmente Maicon pôde colocar em ação seu plano de monitoramento com a utilização de câmaras especiais, alimentadores automáticos e bebedouros. Ao contrário do esperado, a INFRAERO mostrou-se bastante colaborativa na implantação dos equipamentos. Segundo Maicon, o pessoal da empresa ajudou-o de forma efetiva, o que sem sombra de dúvida faz com que a instituição ganhe muitos pontos no conceito dos amantes de “animais” e do consumidor, em geral.
No último domingo, dia 4 de Julho, Maicon pôde finalmente dar início ao seu plano de captura do gato Esquilo, que ele acredita estar numa imensa área verde ao redor do aeroporto – um tipo de cerrado. Por motivos de segurança, o acesso ao pátio (entenda-se toda a área cercada do aeroporto) não é é permitido a qualquer pessoa. Existe a necessidade de cumprir às exigências para que se possa obter a permissão de acesso ao local, o que até podemos entender, numa época em que o terrorismo internacional impera."


Neste vídeo, que aconselho a assistirem em tela cheia e resolução HD (720 p), eu mostro os locais onde foram instaladas as câmaras, assim como os comedouros e bebedouros. Elaborei com base em arquivo do Google Earth que Maicon enviou-me por e-mail."





quinta-feira, 30 de junho de 2011

ATÉ ONDE OS GATOS VÃO?

Pesquisa com 42 gatos, tanto de rua como de estimação, descobre a distância percorrida por eles.
por Redação Galileu


O que os gatos fazem quando os donos não estão vendo, naquelas comuns caminhadas fora de casa? E os gatos de rua, até onde eles vão? Pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, fizeram um estudo durante dois anos com 42 felinos adultos, equipados com um colar contendo transmissores de rádio, para responder a essas perguntas.

Um dos gatos analisados na pesquisa, com o colar de rastreamento.
Foto: Illinois Natural History Survey

Para capturar os lugares favoritos e os hábitos dos gatos domésticos e dos de rua, os pesquisadores utilizaram um sofisticado dispositivo de rastreamento e a radiotelemetria, tecnologia que usa ondas de rádio para transmitir dados específicos, como identificar localização e direção.
O limite por onde os 42 gatos caminharam totalizou um espaço de 25 km². Como era esperado, na maioria dos casos, os gatos sem dono percorreram territórios maiores e eram mais ativos ao longo do ano do que os domésticos. Mas a distância alcançada por alguns daqueles animais surpreendeu até os pesquisadores.
Um gato macho vira-lata, por exemplo, percorreu sozinho um território de 5,5 km², o maior entre os analisados. Ele foi observado em diferentes lugares, urbanos e rurais, como em gramados residenciais e universitários, campos agrícolas, florestas, etc.
Já os gatos de estimação andaram distâncias menores e ficavam mais perto de casa. A área média percorrida por eles no estudo foi de 0,02 km². Ainda assim, os autores da pesquisa afirmaram que alguns donos ficaram surpresos ao saber que seus animais estavam indo tão longe.
O mapa abaixo mostra o local onde foi feito o estudo. A linha vermelha destaca o espaço percorrido pelo gato de rua do exemplo acima, e a mancha amarela mostra o contraste da distância caminhada por um gato doméstico. A linha preta limita o espaço total percorrido pelos gatos da pesquisa.

Imagem: Jeff Horn

Em relação ao tempo de atividade, o estudo descobriu também que os animais domésticos estão altamente ativos em apenas 3% do seu tempo, enquanto os de rua usam 14% do dia para atividades menos preguiçosas, como correr, caminhar ou perseguir uma presa.


Fonte:
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI238257-17770,00-ATE+ONDE+OS+GATOS+VAO.html



domingo, 26 de junho de 2011

CASO DE COLECIONISMO - COLABORE OU AJUDE A DIVULGAR!!

Vi esse pedido de divulgação numa das comunidades do Orkut. Pela gravidade e emergência da situação e, também, pelo conhecimento da seriedade do trabalho desenvolvido por essas pessoas, resolvi colaborar na divulgação.
"A Confraria de Miados e Latidos e a Patricia da Cats of Necropolis assumiram um terrivel caso de Colecionismo.
Para quem não sabe, o Colecionismo é uma doença associada ao comportamento Obssessivo Compulsivo, mas com um requinte de crueldade ainda maior: a pessoa trancafia inumeros animais dentro de sua casa, sem comida, agua ou alimentação adequada ou serviço médico necessário.
Os animais se tornam reféns dessa pessoa que acredita que está "cuidando" deles e não se desfaz dos animais nem mesmo quando eles morrem, pois existem colecionadores que empilham os corpos e até os guardam em freezers.
O Colecionismo é uma doença, mas tb é um problema social já que a maioria das pessoas que deveriam ser sãs, alimenta o colecionador com mais e mais animais, jogando-os pelo muro, deixando-os dentro de uma caixa na porta ou achando que estão fazendo caridade de "tirá-los da rua", sendo que não sabem - ou não querem ver - que os estão condenando a uma vida inteira de sofrimentos entre quatro paredes.
É o "repassar a irresponsabilidade" da PIOR maneira possivel.
Por favor, divulguem o caso para quem vocês puderem e se tb puderem, ajudem com QUALQUER COISA. É primordial tentarmos ajudar esses gatinhos a terem uma vida digna. Existem animais de 10 anos que sempre moraram naquele local e ainda não sabem o que é felicidade."


São cerca de 8 cães idosos dentro da casa, em torno de 40 gatos (das mais variadas idades e estado de saúde), 2 coelhos, uma rã e mais ou menos 30 cães nos fundos.


Pela negligência humana…

… eles pagam com a vida.




Shakira


COMO PODEMOS AJUDAR?


- Precisam MUITO:

- Sachets de ração;
- Latinhas de patê;
- Latinhas de A/D;
- Ração super premium;
- Areia higiênica,
- Antipulgas em pipeta.
Se você puder comprar pela VirtualPet eles entregam aqui pra gente. Podemos levar para os gatinhos que estão lá OU direcionar para os gatinhos que estão sob os nossos cuidados, você escolhe.

- Lar temporário
Se você tem um espacinho em casa, acolha um dos nossos mais ‘encalhadinhos’: o Armani (que tem mais de dez anos) ou o Gucci (que de vez em quando entorta a cabecinha).
TODOS eles, sem exceção, são gatos dóceis e de muito fácil manejo. Eles só tem fome. São limpos, quando viram a areia já foram lá checar.

Por favor, pense nisso com carinho. Acolha UM, somente UM, e já poderemos tirar mais outro de lá.

- Apadrinhando um dos gatinhos:
Alguns deles (Armani, Yves, Gucci, Fidel) precisarão, num segundo momento, de atendimento muito específico e isso custa dinheiro.

domingo, 19 de junho de 2011

AS BUSCAS POR ESQUILO CONTINUAM! JUNTE-SE A NÓS!!

Uma grande mobilização nacional está marcando a busca por 'Esquilo', o gato S.R.D., tigrado, que se perdeu de seu dono durante conexão de vôo no Aeroporto Juscelino Kubitscheck.
Isso ocorreu em 25 de abril passado e até o presente momento, não há nenhuma pista ou informação sobre o paradeiro desse gatinho.
Seu dono, um jovem obstinado e completamente apaixonado pelo seu animal, viaja todos os finais de semana de Campinas/SP para Brasília, na tentativa de encontrá-lo e poder resgatá-lo, terminando com esse martírio sem fim.
Quem gosta de bicho, entende do que estou falando.
Participe você também, com sugestões, idéias, experiências, divulgação.
Todos os esforços e estratégias para encontrá-lo estão concentrados nesses links:
http://blogg2.verinha.de/?p=495#comments
http://blogg2.verinha.de/?p=672#comments
http://arvoresnacidade.blogspot.com/
http://twitter.com/#!/maiconfaria

segunda-feira, 13 de junho de 2011

ALGUÉM PODE ME AJUDAR??

Não sei o que está acontecendo com meu blog. Em alguns blogs consigo postar normalmente. Já em outros somente como Anônimo.
Quando vou publicar algum comentário, coloco conta do Google, aí aparece uma página para eu entrar no Google e confirmar a conta. Mesmo assim, não consigo postar nenhum comentário.
Alguém já passou por isso?

quinta-feira, 9 de junho de 2011

DESAFIO DA AMIGA CENOURIT@

A amiga Cenourit@, lançou-me um desafio: falar sobre livros. Resolvi aceitar e comentar um pouco sobre meu 'gosto literário' rs.
Lá vai!
1. Existe um livro que leias e releias várias vezes?
Sim. O Corpo Fala de Pierre Weil e Roland Tompakow. Ganhei o livro de um amigo há muitos anos e até hoje, vira e mexe, costumo reler alguns trechos que considero interessantes. É, de fato, um dos meus preferidos.
2. Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?
Sim. Cultura da Agressividade de Jacob P. Goldberg. Embora o tema seja extremamente interessante, tentei por diversas vezes lê-lo do início ao fim, mas não consegui. Agora leio trechos alternados e parece que está dando certo.

3. Se escolhesses um livro para o resto da tua vida, qual seria ele?
Difícil escolher um único livro. Existem trechos de alguns que me marcaram profundamente. O Pequeno Príncipe de Antoine de Saint-Exupéry: a cena em que ele enrola o cachecol no pescoço me trás à lembrança meu primeiro ano do ginásio. Meu professor, contava a história do Pequeno Príncipe enquanto desenhávamos ao som de 2001 - Uma odisséia no espaço. Ficou marcado na minha memória.
Outra cena é do livro A Revolução dos Bichos de George Orwell, no trecho final em que diz "as criaturas de fora olhavam de um porco para um homem, de um homem para um porco e de um porco para um homem outra vez; mas já se tornara impossível distinguir quem era homem, quem era porco." Esse livro é incrivelmente atual!!

4. Que livro gostarias de ter lido mas que por algum motivo nunca leste?
Alice no País das Maravilhas. Este é o meu mais novo desafio.

5. Que livro cuja "cena final" jamais conseguiste esquecer?
A Revolução dos Bichos, pelo motivo que expus acima.

6. Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual o tipo de leitura?
Lia sempre que surgia oportunidade. Eram livros infantis: Branca de Neve, A Bela Adormecida,  a Fada Moranguinho, A Irmã do Simplício (esse ganhei da professora).
A Coleção Conhecer era a minha preferida. Devo ter lido e relido a coleção umas 10 vezes!
Adorava ler também as Revistas Recreio. Eram cheias de histórias e trabalhos manuais.
Lia muitos gibis: Luluzinha, Riquinho, Gasparzinho, Mickey, Tio Patinhas e por aí afora.
Sempre fui bem eclética.


7. Qual o livro que achaste chato mas ainda assim leste até ao fim? Porquê?
Para Sempre Alice de Lisa Genova. Achei o livro muito "pesado", angustiante em relação ao Mal de Alzheimer e sua evolução.

8. Indica alguns dos teus livros preferidos.
O Corpo Fala, A Revolução dos Bichos, O Pequeno Principe, os livros de George Orwell (são obrigatórios!), Os Segredos dos Gatos de Alexandre Rossi e Paula Itikawa, poesias de Olavo Bilac, em especial a Via Láctea.

9. Que livro estás a ler neste momento?
No momento não estou lendo nenhum.

E, como é de praxe, passo o desafio a diante. Mas deixo livre para quem quiser participar.
Fiquem à vontade!

sábado, 4 de junho de 2011

MASCOTE DO FASHION RIO: UM GATINHO ABANDONADO PRECISA DE UM LAR

O Bicharada também está antenado na moda e, como os gatinhos estão em alta ultimamente, nada mais justo do que fazer propaganda – no meio do Fashion Rio – de um bichano que precisa de casa, comida, boa cama e, claro, um dono.
Não é que no meio da confusão do Píer Mauá um gato lindo e abandonado frequenta – sem a menor frescura – a sala de imprensa diariamente? O pequeno deve ter aproximadamente três ou quatro meses e arranca gritinhos carinhosos dos jornalistas toda vez que aparece. Agora, o problema: grande parte da imprensa mora em São Paulo, então, se você é do Rio de Janeiro e quer um amigo novo, que tal adotar essa coisinha fofa?
Tenho até sugestão de nome: Fashionrio… Lindão, não? Ah, e se você não puder adotar, compartilhe essa ideia. Precisamos arrumar um dono até amanhã, já que é o último dia do evento. Deixe um comentário se tiver interesse ou escreva para lflorence@edglobo.com.br.
Texto extraído de: http://colunas.criativa.globo.com/bicharada/2011/06/03/mascote-do-fashion-rio-um-gatinho-abandonado-precisa-de-um-lar/

quarta-feira, 1 de junho de 2011

sexta-feira, 27 de maio de 2011

MUTIRÃO PARA ENCONTRAR O GATO ESQUILO EM BRASÍLIA


Há um mês, Maicon Saul Faria teve seu gato perdido no aeroporto Juscelino Kubitschek, enquanto aguardava a conexão para Campinas, em São Paulo, onde mora. Da sala de espera, ele viu quando o gato fugiu da caixa, que era transportada junto com as malas e seria colocada em outra aeronave.
Embora tenha procurado sistematicamente pelo gatinho, não conseguiu encontrá-lo. Mas Maicon não desistiu. Este final de semana estará novamente nas imediações do Aeroporto na tentativa de encontrar seu gato. Esquilo (o nome dele) é um lindo SRD, tigrado e tem a cauda parcialmente amputada.
Gostaria de contar com a solidariedade dos seguidores do Blog Humanos e Peludos, e que moram nas imediações do Aeroporto de Brasília, ou que conheçam pessoas que morem por lá, para ficarem atentas a um gato com essa aparência.
Enquanto escrevo esse post, minha Juju dorme tranquilamente no meu colo. Meu coração fica apertado de imaginar a dor que Maicon possa estar sentindo. Mas, ao mesmo tempo, admiro demais sua força e persistência nessa busca. Nós, que gostamos dos nossos peludos, sabemos o quanto eles nos são importantes e que, se preciso, movemos céus e terra para vê-los bem.
Qualquer informação será muito valiosa. Vamos rezar e torcer para que Maicon encontre seu companheirinho.
O twitter do Maicon é :

segunda-feira, 23 de maio de 2011

FESTA DE ADOÇÃO DE CÃES E GATOS DO CCZ DE SP

São diversos cães e gatos Sem Raça Definida – SRD, de pelagem curta, longa, filhotes, adultos, pretos, amarelos, brancos e alguns portadores de deficiências (cegos, mutilados e outros). Há também alguns cães da raça pit bull já socializados, ou seja, preparados para convívio familiar.
Os animais são vacinados, esterilizados, microchipados, tratados contra pulga e carrapato e vermifugados; os interessados devem trazer coleira para os cães e caixa de transporte para gatos e documentos pessoais como CPF, RG e comprovante de residência.
A taxa referente a adoção é de R$ 15,25 e o RGA, o registro geral do animal, é emitido na hora. Os novos proprietários receberão também informações sobre guarda responsável e demais orientações que serão fornecidas pelos funcionários do CCZ.
Data: 28 de maio
Horário: das 10h às 16h
Local: Centro de Controle de Zoonoses - Rua Santa Eulália, 86 – Santana – próximo ao Campo de Marte.


terça-feira, 10 de maio de 2011

SAFARI ILEGAL - VERGONHA!!

No Pantanal de Mato Grosso do Sul, onças e outros animais em extinção foram mortos por turistas brasileiros e estrangeiros. Cada um dos turistas pagava de US$ 30 mil (R$ 49 mil) a US$ 40 mil (R$ 64,8 mil) para praticar expedições de caça aos animais. Na ação desencadeada na noite de quinta-feira (5), a Polícia Federal descobriu que os caçadores se reuniam na fazenda Santa Sofia, localizada em Aquidauana (159 quilômetros de Campo Grande), de onde partiam os safáris. O lugar surpreendeu os policiais.

Vídeo mostra safári em busca de onça no Pantanal. Animal é perseguido, leva tiro na cabeça e, finalmente, é atacado por cachorros



 
 
A dona da fazenda é a pecuarista Beatriz Rondon. Ela é ligada ao setor de proteção ambiental do Estado e presidiu a Sociedade para a Defesa do Pantanal, uma organização não governamental de defesa do meio ambiente. Além disso, ela conseguiu com que a fazenda fosse reconhecida como uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). Nesta categoria, ela é obrigada a conservar a diversidade biológica da área e também é isenta de pagar alguns tributos. Antes disso, ela teve de provar que conserva a fazenda - o que também é objeto de investigação pela polícia.
“A caça às onças e a outros animais acontecia há aproximadamente 15 anos”, afirmou o delegado federal Alexandre do Nascimento, responsável pelo inquérito instaurado para cuidar do caso.
O Ibama multou Beatriz em R$ 105 mil. Ela teve dois agravantes: um deles, o fato de a fazenda ser uma unidade de conservação. O segundo, por se tratar de abate de animais silvestres para fins turísticos.
De acordo com o delegado, “a finalidade dos safáris era matar as onças pintadas. O couro é considerado o grande troféu dos caçadores. Mas nem sempre conseguiam abatê-la. Quando isso acontecia, os caçadores matavam outros animais por pura diversão”, afirma Alexandre
As expedições duravam cerca de uma semana e eram formadas por grupos de, geralmente, oito pessoas. A maioria era de turistas estrangeiros vindos dos Estados Unidos e da Europa. O anúncio dos safáris era feito via internet. O vídeo encaminhado por um americano à Polícia Federal funcionava como um convite à caçada.
Na filmagem, toda narrada em inglês, um grupo de turistas acompanhado pelo caçador de onças Antônio Teodoro Melo e por Beatriz vão em busca de uma onça parda no topo de uma árvore. Em seguida, eles atiram. O animal cai morto. Na sequência, eles cercam uma onça pintada. Depois de receber um tiro, ela cai e agoniza. Um caçador então efetua mais um disparo à queima-roupa, na cabeça do animal, que morre.
Nessa cena, a proprietária da fazenda Santa Sofia aparece e fala para a câmera que “é uma fêmea muito linda, mas estava matando o meu gado”.

Foto: Divulgação/Polícia Federal
Carcaças de animais apreendidas pela Polícia Federal no Pantanal de Mato Grosso do Sul
De acordo com o delegado, todas as pessoas que aparecem no vídeo podem responder por pelo menos quatro crimes: contra a fauna brasileira, posse de arma de uso restrito, formação de quadrilha e tráfico internacional de armamentos.
A caçada começou a ser desarticulada com a operação Jaguar 2. Na fazenda, os policiais federais encontraram e apreenderam 12 galhadas de cervo, dois crânios de onça, uma mandíbula de porco monteiro, uma pele de sucuri com 3,5 metros, cinco revólveres calibre 38, uma pistola 357 (de uso restrito), uma carabina, dois fuzis, 17 caixas de munições de diversos calibres, dois alforjes (bolsas usadas durante a caça) e dois tubos de turro, que quando soprados emitem um som para atrair onças.
“Não houve prisões, pois não foi feito flagrante. Todo o material apreendido está sendo periciado. Quando o trabalho for finalizado, iremos juntar todos os elementos e provas para, se for o caso, pedirmos a prisão dos envolvidos”, explicou o delegado.
Ele disse que ainda não ouviu Beatriz e que ela está em São Paulo. Segundo o delegado, o advogado da pecuarista, Renê Seufi, disse que sua cliente é inocente e que o que aparece nas imagens não passa de montagem. A reportagem entrou em contato com funcionários da pecuarista, mas ninguém retornou as ligações.

Foto: Divulgação/Polícia Federal
Pele de cobra e armas utilizadas pelos caçadores no Pantanal de Mato Grosso do Sul
    FONTE: Home iGÚltimo SegundoCiênciaMeio Ambiente

sexta-feira, 6 de maio de 2011

PARABÉNS A TODAS MAMÃES!!!


Mamãe de humanos e mamãe de peludos.
O amor não tem fronteiras. Ele é universal, absoluto.


quinta-feira, 28 de abril de 2011

SÃO PAULO INDY 300

Existem algumas coisas que acontecem e me deixam incomodada. Todos os dias passo pela Marginal Tietê para ir e voltar ao trabalho.
Sou obrigada a aguentar os buracos, falta de sinalização, ondulações na pista causadas pelos imensos caminhões que insistem em cortar caminho pela cidade. Trafegam com cargas pesadas, bem acima do permitido. Fiscalização? 
Costumo dizer que os "marronzinhos" (agentes responsáveis pela fiscalização do trânsito na cidade de São Paulo), viram abóbora após as 10 horas (horário que termina o rodízio de veículos).
Com isso, nosso trânsito, vai se tornando mais e mais caótico! Não vou nem comentar sobre os "mortoqueiros" (não é erro de grafia!).
Como disse, trafego diariamente na Marginal Tietê, onde será realizado o Circuito de Rua da Fórmula Indy 300, no próximo 1º de maio.
Vi erguerem em tempo "record", toda estrutura da pista. Cercas, tratores, asfalto, tendas... tudo novinho!
Criaram um tapete asfáltico de primeira qualidade para que os carros possam deslizar velozmente e mostrar toda sua potência. Fizeram até ranhuras na pista do Sambódromo para evitar que os carros derrapem!

Caminhões pesados...

Sambódromo e cercas de proteção ao fundo.
E eu (e milhares de pessoas) passando ao lado, desviando dos buracos, ondulações, sofrendo pela falta de sinalização, numa verdadeira corrida de obstáculos.... tadinho do meu carrinho!
Quem dera que nossas autoridades tratassem seus cidadãos como personagens dígnos, merecedores de respeito e bons serviços!

Faltam faixas pintadas no asfalto
delimitando as pistas de rolamento
Ondulações no asfalto...

quarta-feira, 27 de abril de 2011

GATO FOGE E DESAPARECE NO AEROPORTO DE BRASÍLIA

BRASÍLIA - Um pesquisador de Física, da Universidade de Campinas, está desde segunda-feira no aeroporto internacional de Brasília, à procura de um gato de estimação. Maicon Saul Faria voltava de férias em Palmas, no Tocantins, e fazia conexão no aeroporto Juscelino Kubitschek para, em seguida, seguir para Campinas, em São Paulo, onde mora. Da sala de espera, ele viu quando o gato fugiu da caixa, que era transportada junto com as malas e seria colocada em outra aeronave.
- Sai correndo entre o finger. Ele é um gato arisco, só vai vir com o dono - diz Faria.
Nas primeiras horas de busca ele contou com a ajuda de funcionários da Gol e da Infraero, mas não achou o gato. Passou a noite toda procurando.
- Eu não tenho filhos, é um gato que recebi como filhote, dei mamadeira, cuidei a vida inteira. É difícil ter uma coisa que você cuidou a vida inteira, alimentou, protegeu, estar ai passando fome e sede. É como se fosse um ente da minha família - afirma.
O pesquisador imprimiu cartazes de "Procura-se" com fotos do gato, que se chama Esquilo e tem o rabo amputado, e distribuiu a funcionários do aeroporto. Ele tem mais quatro gatos em sua casa em Campinas, mas disse que só vai embora quando achar o Esquilo.
Nesta quarta-feira, a Gol divulgou nota e informou que está mobilizada para levantar os detalhes sobre o ocorrido e tomar as devidas providências. "A companhia adianta que não mede esforços para prestar o atendimento necessário ao cliente", diz a nota.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/cidades/mat/2011/04/27/gato-foge-desaparece-no-aeroporto-de-brasilia-924329840.asp#ixzz1KlnnWUvM
© 1996 - 2011. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

Boa sorte ao Maicon na busca pelo seu gato Esquilo!

sábado, 23 de abril de 2011

quarta-feira, 13 de abril de 2011

GATINHOS PARA DOAÇÃO

Vamos ajudar essas belezuras a encontrarem lares amorosos e seguros para viverem.

Amigos,
Tenho dois gatinhos para doação. Tratam-se de gêmeos com cerca de 4 meses. São siameses lindos, brincalhões e saudáveis. Prefiro doar os dois juntos (sei que é mais difícil), pois não se desgrudam e passam o dia todo juntos.
Quando apareceram em frente à nossa casa, um seguia o outro. Nós os tratamos carinhosamente de "gêmulos" (Fred e Tadeu...rs).
Se souberem de alguém peço que informem/divulguem, por favor.
Obrigada!
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=144769&tid=5594634776963098520&na=4



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Achei esse gatinho ontem na rua, não posso ficar com ele porque já tenho onze gatos. Ele aparentemente tem 2 meses, já come ração e usa a caixinha. Super manhoso, bonzinho e brincalhão. Ficarei com ele até achar alguém que queira adotá-lo.Tem fotos dele no meu álbum, interessados mandem recado!
Sou da zona leste de São Paulo.
http://www.orkut.com.br/Main#Album?uid=2673108126308175293&aid=1302703826
 

quinta-feira, 7 de abril de 2011

MASSACRE NO RIO DE JANEIRO

Dificil encontrar palavras capazes de descrever os sentimentos que envolvem essa tragédia.
Explicar os motivos que levaram o atirador a tirar as vidas dessas crianças? Inimaginável!
Diante de tamanha impotência só resta pedir a Deus que acolha esses pequeninos e que ampare e conforte os familiares e amigos.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

1º SORTEIO DO BLOG DA RUTHA



Gente! O Blog da Rutha está comemorando o aniversário da filhota Pink. E, para isso, vai sortear um Porta-retratos digital Coby, também é calendário e relógio, bivolt, recurso Slide Show: reproduz as fotos com intervalo de tempo, efeitos, e quantidade de fotos por tela previamente selecionados, tela de Lcd de 7 polegadas, pode ser usado na parede, entrada USB, dispensa o uso de computador, entre outras qualidades.
Quem quiser participar é só acessar o blog para conhecer as regras. http://ruthapinkbarumluna.blogspot.com/2011/04/1-sorteio-do-blog-da-rutha.html

MUTIRÃO DE CASTRAÇÃO EM SÃO PAULO

INSCRIÇÕES: Dias 8 e 9 de abril de 2011
HORÁRIO: das 10h00 às 16h00
LOCAL: Sociedade Amigos de Ermelino Matarazzo.
ENDEREÇO: R. Vitória Simionato, 120. - Trav. Av. Paranaguá.
DOCUMENTAÇÃO: RG, CPF, Comprovante de Endereço.
DATA DA CASTRAÇÃO: Dias 13, 14 e 15 de abril de 2011

MAIS INFORMAÇÕES: ONG CEPRA - (11) 3539-1144
 
LEMBRE-SE:
 

sexta-feira, 1 de abril de 2011

"ZÉ GATINHO" - VACINAÇÃO EM GATOS

Hoje foi dia da Lili visitar o 'Zé Gatinho' e receber sua dose anual de proteção. A mocinha foi miando, dentro da caixa de transporte, até chegar ao veterinário. Na hora de receber as vacinas, se comportou feito uma mocinha. Tão lindinha!

Ela sabe que as vacinas são importantes para ter uma vida saudável.
Todos aqui de casa, quer seja humano, quer seja peludo, tem sua carteira de vacinação (sempre em dia).
Se podemos prevenir doenças graves e, até fatais, através da vacinação, por que não fazê-la?

Prevenir é melhor que remediar!"

A vacina contra a raiva é OBRIGATÓRIA, pois essa zoonose MATA, tanto o animal quanto o humano!
No entanto, exitem as vacinas que protegem nossos peludos das doenças específicas da espécie e, que às vezes, podem ser transmitidas aos humanos.
Encontrei um texto muito interessante no site http://www.ciadogatopersa.com.br/

Esquema de vacina

As vacina são muito importantes...então, a partir dos 60 dias é preciso levá-lo ao veterinário para verificar sua condição física e assim dar início ao esquema de vacinas.
Assim como as crianças devem ser vacinadas contras doenças que são graves, os gatos também devem ter sua carteirinha de vacinação em dia.
Recomendamos o uso de vacinas importadas e lembramos que SOMENTE o veterinário deve aplicar a vacina, pois somente ele tem condições de manter a vacina em temperatura ideal para que não haja perda das propriedades!
É fundamental estabelecer e manter um programa de vacinação anual em seus gatos!

Quem deve ser vacinado?

Filhotes a partir dos 60 dias.
Obs:No caso de gatas prenhes alguns veterinários aconselham a vacinar quando cruzam, já a opinião de outros veterinários é que não se vacine, então...na dúvida é melhor consultar o seu veterinário e saber qual a opinião dele.
Todos os gatos devem receber vacina anualmente.

As vacinas disponíveis atualmente no mercado são:

- Tríplice Felina
- Quádrupla Felina
- Quíntupla Felina
- Raiva

- Tríplice Felina (3 doses)

Indicadas para as seguintes doenças: (Rinotraqueíte,Calicivirose,Panleucopenia) reforço a cada 30 dias e depois anual.

- Quádrupla Felina (3 doses)

Indicadas para as seguintes doenças: (Rinotraqueíte,Calicivirose,Panleucopenia,Clamidiose) reforço a cada 30 dias e depois anual.

- Quíntupla Felina (3 doses)

Indicadas para as seguintes doenças: (Rinotraqueíte,Calicivirose,Panleucopenia,Clamidiose e Leucemia Felina) reforço a cada 30 dias e depois anual.

- Raiva

Pode ser aplicada juntamente com a última dose de qualquer uma das vacinas acima ou em separado após o término da aplicação das vacinas acima. Fica à critério do proprietário do animal ou do veterinário.
A vacina contra raiva para gatos deve ser aplicada no veterinário.

Doenças

Conheça um pouco sobre cada uma das doenças que as vacinas podem proteger

Rinotraqueíte

A Rinotraqueíte felina é uma doença viral extremamente freqüente, que acomete os gatos domésticos e felídeos selvagens. Esta doença é causada pelo herpesvírus felino e a maioria dos gatos que se recuperam da infecção tornam-se portadores assintomáticos, ou seja, eles albergam o vírus no organismo de forma latente e podem eliminá-lo do vírus no ambiente, associado ou não a sinais clínicos.
Eventualmente, situações de estresse — como cirurgia, doenças concomitantes, hospedagem e internação em clínicas — são suficientes para que haja replicação do vírus, rescidiva dos sintomas clínicos e sua disseminação.

Sintomas

Febre, espirros seguidos (paroxísticos), conjuntivite, rinite e salivação - o animal fica babando (é, por esse sintoma, às vezes confundida com a raiva) devido à presença de lesões ulcerativas (aftas) na boca, língua e lábios que causam muita dor e impedem o gato de comer. Há também descarga catarral pelo nariz. A doença pode ser fatal para filhotes e animais debilitados. O tratamento deve ser instituído logo aos primeiros sintomas, principalmente para aliviar a dor causada pelas aftas para que o gato não pare de se alimentar.
A transmissão ocorre através do contato direto, principalmente das narinas. As macro-gotículas eliminadas no espirro são importantes fontes de transmissão e podem ocorrer num raio de 1,5 m ao redor do animal enfermo.
Gatas prenhas portadoras são eliminadoras do vírus provavelmente cinco a sete dias após o parto, devido ao estresse deste período.
Por ser uma doença bastante freqüente em filhotes, é a causa de alto índice de mortalidade.

Calicivirose

Calicivirose - outra enfermidade muito contagiosa e causada por um calicivirus. Os sintomas são muito parecidos com a rinotraqueíte felina sendo que as ulcerações (aftas) são bem mais graves e podem atacar inclusive as narinas. O vírus pode chegar aos pulmões e causar edema pulmorar e pneumonia. O tratamento rápido pode impedir complicações e a prevenção através de vacinas para combater a doença.

Panleucopenia

Doença altamente contagiosa com alto índice de mortalidade. Seus sintomas são: febre, falta de apetite, apatia, fraqueza e sonolência. Pode haver diarréia, vômito e desidratação. A mortalidade é maior em filhotes. Nem sempre o tratamento tem sucesso. É transmitida pelo contato com todas as excreções e secreções do doente.

Clamidiose

É uma Zoonose, pois pode ser transmitida para humanos e pássaros.Clamidiose é causada por uma bactéria chamada Clamidia psittaci.
A doença pode ser transmitida de um gato infectado a outro por contato direto ou pelo contato com secreções infectadas. Gatas prenhes infectadas também podem transmitir a bactéria a seus filhotes recém-nascidos.

Sintomas

Conjuntivites e rinites, além de conjuntivite neonatal, comum em animais nascidos de gatas contaminadas ou em gatis infectados. Na maioria dos casos, os sintomas podem persistir por 2 a 3 semanas, entretanto, nos casos mais crônicos, com infecção secundária, os sintomas podem permanecer por vários meses.
A importância desta enfermidade dá-se pelo fato de os felinos previamente infectados poderem apresentar episódios recorrentes da doença, particularmente em locais de grande concentração de animais. Isto ocorre porque a defesa natural frente a este agente é curta, e alguns animais continuam a eliminar o microrganismo por algum tempo no ambiente, mesmo após o desaparecimento dos sintomas clínicos. Por esta razão, a clamidiose acaba sendo uma enfermidade de difícil controle.
O tratamento, é feito através de pomadas oftálmicas que devem ser aplicadas em média 6 vezes ao dia durante no mínimo 10 dias.

Leucemia Felina


O vírus da Leucemia Felina (FeLV) é um vírus que ataca e enfraquece o sistema imune do gato.
A infecção pelo FeLV pode seguir dois caminhos. No primeiro, o vírus ataca tecidos e órgãos do sistema imune.
Este ataque leva o animal suscetível a uma variedade de doenças infecciosas, causando também infecções respiratórias, lesões de pele, anemias, infecções orais, retardo na cicatrização de feridas e problemas reprodutivos. A maioria dos gatos infectados morrem destes sintomas. Gatos com histórico de doenças crônicas são suspeitos para leucemia felina.
Na segunda forma, os gatos desenvolvem câncer, aparecendo como tumores. Sabe-se que 33% das mortes por câncer em gatos são devidas à Leucemia Felina.
A infecção pelo FeLV é passada de um gato a outro pelo contato íntimo e prolongado, sendo o vírus eliminado pela saliva, urina e fezes. Ele é transmitido principalmente através de lambeduras e mordeduras. Gatas prenhes podem transmitir o vírus pela via transplacentária e para os recém-nascidos através do leite materno e lambedura dos filhotes. Comedouros e bebedouros podem ser uma fonte para gatos sadios, se forem divididos regularmente com animais infectados.