Juju - a dona do pedaço

Juju - a dona do pedaço
JUJU - a dona do pedaço

Família de Peludos

Família de Peludos
"Este blog é feito com muito carinho. Nasceu da vontade de compartilhar

experiências, textos, conhecimentos, dicas a partir da convivência com felinos;

de descobrir como as pessoas em diferentes partes do mundo convivem com esses seres fascinantes.

A família vai adorar que você deixe um comentário.

Entre e fique à vontade... "



sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

GATOS E HUMANOS TÊM RELAÇÕES MAIS COMPLEXAS DO QUE SE PENSAVA

Achei esse texto muito interessante. Ele esclarece vários pontos sobre a relação observada entre humanos e gatos. Nós, gateiros, sabemos o quanto essa interação é diferente e gratificante.

Publicado em: 25/2/2011
Foto Ilustrativa
O tipo de relacionamento mantido entre homens e gatos pode estar mais próximo da relação inter-humana do que se pensava. É o que descobriram pesquisadores da Universidade de Viena. Segundo o estudo, publicado na revista especializada Behavioural Processes, a ligação entre gatos e seus donos depende diretamente da personalidade, sexo e idade de ambos, dos sentimentos pontuais e do tempo de convivência entre os dois - características verificadas nos relacionamentos entre seres humanos.

A pesquisa, desenvolvida na cidade de Viena entre 2005 e 2006, observou a relação entre 39 donos e seus gatos. Foram escolhidos todos os tipos de “amizades”: entre donos homens e gatos machos, mulheres e gatas, gatos e mulheres e homens e gatas. A maioria dos animais passava grande parte de seu tempo em casa, convivia bastante com o dono, e o tipo de relação era forte - “os gatos eram considerados amigos, membros da família ou ainda ‘filhos’ de seus donos”, diz o resultado de um questionário preenchido por cada participante.

Os pesquisadores descobriram que a relação entre os gatos e seus donos é baseada em um verdadeiro jogo de interesses; são relações complexas, em que há contribuições emocionais de ambos os lados. Por exemplo, se um dono faz carinho no seu gato quando este pede, depois terá “créditos” com o bicho, quase como se um devesse a retribuição do afago ao outro. E o gato irá recompensá-lo mais tarde.

Também constatou-se que o humor e a personalidade dos donos afetam a forma como o gato reage. Os animais conseguem sentir as variações de humor dos donos, e se recolhem ou se aproximam dependendo disso. Mas só dos donos. “Em nossos estudos, descobrimos que fatores como a abertura do gato às pessoas não são independentes”, diz a pesquisa. Embora não pareça, os bichos reagem de formas diferentes quando com estranhos.

Outros resultados mostraram que, curiosamente, gatos parecem se dar melhor com mulheres. “Nos relacionamentos com uma dona, o número de gatos que iniciam o contato físico é maior que nos relacionamentos de gatos com homens”, independente do sexo do animal. O estudo também aponta que donos neuróticos tendem a ter contato mais distante com seus bichos, ou seja, têm uma relação fria em que o gato sabe que aquela pessoa serve como provedor de alimento e não necessariamente o respeita. A idade e a personalidade do animal também influenciam a relação.

Os pesquisadores de Viena pretendem aprofundar os estudos após constatarem que os mesmos tipos de comportamento não são observados em gatos que são criados mais livres - animais que vivem em casas com jardins, por exemplo, e que passam mais tempo longe dos donos. Nesses casos, não foi constatado que fatores temporais, como o humor momentâneo do dono, pudessem ser levados em consideração pelo bicho. Ainda assim, eles estão seguros de que a relação entre dono e gato envolve certos tipos de interação que fazem um, de fato, entender o que o outro está sentindo, como antes só tinha sido verificado entre humanos.
 
Fonte: Revista Época

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

CIRURGIA DA LAICA - RECUPERADA!!!! UEBA!!!!

A todos os amigos que torceram pela recuperação da Laica, uma ótima notícia! Ela recebeu alta do veterinário ontem. O corte estava bem seco e foram retirados os pontos. Agora é só cuidar até a cicatrização total. Aqui mais algumas fotos da menina. Obrigada a todos!

Já sem aquele colar "chato".
O corte da cirurgia bem cicatrizado.

Limpando o local com iodo.
Laica de barriga pra cima esperando
o remédio secar. rsrsrs

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

FIM DOS TEMPOS?!!!

Gente, o que está acontecendo com o tempo? Aqui tem caído cada temporal de dar medo! Ontem  teve uma tempestade com ventos de quase 100km/h!!
Por um momento achei que estávamos no meio de um furacão! Ora os ventos vinham de um lado, ora de outro. Eu nunca vi uma tempestade tão forte assim!
E pelo visto vão continuar até o final da semana.
Outro dia tivemos uma tempestade de raios, ventos e apenas um chuvisco. Me fêz lembrar o filme "Guerra dos Mundos", na cena onde raios são disparados contra a terra. Cruz credo!!
Olhem só:
Em frente de casa depois da chuva....




Tempestade de raios:

video

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

CIRURGIA DA LAICA - EM PROCESSO DE RECUPERAÇÃO II


Laica está se recuperando muito bem da cirurgia. Precisou fazer algumas drenagens (como ela fez a gentileza de arrancar o dreno...) para eliminar o acúmulo de líquido no local da cirurgia. Hoje levei-a para ser examinada. Não tem mais líquido acumulado. Os pontos estão sequinhos e a cirurgia já está bem cicatrizada. Quarta feira retorna ao vet. Acredito que já deva retirar os pontos e os curativos (Tomara!!).

sábado, 12 de fevereiro de 2011

CIRURGIA DA LAICA - EM PROCESSO DE RECUPERAÇÃO

Pois é, Nikita e queridos amigos, a Laica se recupera aos "trancos e barrancos" da cirurgia, rs.
Na quinta feira, ela conseguiu tirar a roupinha e arrancar o dreno.
Lá vou eu, correndo com ela, ao veterinário. Refizeram o curativo. O vet me mostrou como fazê-lo em casa. Comprei o tal colar elizabetano para que ela não mais arrancasse o curativo. Ficou 'amuada' o dia inteiro, sem comer ou beber água. Tive que retirar o colar para que ela pudesse se alimentar e fazer as necessidades (tudo sob supervisão cerrada!!).
Ontem fui trocar o curativo.  Ficou uma beleza, mas na primeira corredeira que deu, lá se foi todo o trabalho. Refiz, mas de pouco adiantou. Depois de várias emendas com esparadrapo, na tentativa de manter o curativo no lugar, resolvi levá-la ao vet para refazer o curativo.

Laica descansando na cama.
  
O curativo que fiz. Ficou 'no capricho'.















A cara de 'dó' que ela faz.
 
Hoje, com o curativo refeito. Repare, no colar,
as marcas das trombadas que ela dá
 ao correr pelo quintal.














Torço para que ela se recupere logo e possa ficar livre desse enfeite na cabeça e para que eu possa ficar um pouco mais tranquila. Essa menina é fogo!!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

UEBA!!! SELINHOS!!

Ganhei esses lindos selinhos da Kika, uma gatinha super charmosa. Embora não entenda muito bem as regras de dar e receber selinhos, fico muito feliz quando me mandam um.



http://kikaeassuasideias.blogspot.com/




Selinho 1

Selinho 2


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

CIRURGIA DA LAICA

Há algum tempo apareceu uma "bola" na costela da Laica. Levei ao veterinário e ele diagnosticou como um tumor (linfonodo). Foi indicada a remoção cirúrgica do mesmo.
Hoje levei-a para realizar o procedimento. Confesso que estava angustiada com a cirurgia, o pós cirúrgico e com o tipo de tumor.
Conversei muito com ela, esperando que entendesse (do jeito dela) que o que eu estava fazendo era para o seu bem e que eu não a estaria abandonando.
Deixei-a pela manhã na clínica e fui buscá-la agora à tarde. O vet explicou que o tumor estava "feio" e grande, mas que agora ela estava bem. Vi o tamanho do corte e os pontos. Tem até um dreno! Com relação ao tipo de tumor, não é malígno. GRAÇAS A DEUS!!
Vai tomar antibiótico e antiinflamatório. Sexta feira retorna ao vet.
Ficar sem a Laica, no dia de hoje, dava a impressão de estar faltando algo. A casa não estava completa. Engraçado como os peludos ocupam o espaço (físico e afetivo) e deixam sua impressão nele.
Agora, que ela está de volta, descansando no sofá (é claro!), tudo volta ao normal.

Laica, já em casa, se recuperando da anestesia.

Olha o tamanho do curativo! Mas, pelo menos,
 os pontos e o dreno estão bem protegidos.

Agora, já em cima do sofá, com seu "modelito"
pós cirúrgico. Bonita até na recuperação.




sábado, 5 de fevereiro de 2011

CRIANÇAS E LIVROS

"O desenvolvimento de interesses e hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente na escola e continua pela vida afora." Bamberger

O Livro que ganhei do Blog da Gata Lili,  merecia mais que uma simples postagem. VELOSO, O GATO CONGELADO de Fátima Lemos e ilustrações de Daniel Diaz, traz uma história singela e encantadora. As ilustrações parecem ter sido feitas por crianças.

 Quem já não desenhou uma casa com caminho
cercado por flores?
 
Para nós, adultos, o livro remete à infância, à simplicidade e à magia do pensamento. Acredito que a literatura infantil desperta na criança a imaginação, emoções e sentimentos. Ela vivencia como real a história.
As mensagens passadas, a moral, as lições aprendidas,  ficarão gravadas em sua memória. Esse aprendizado irá acompanhá-la pelo resto de sua vida. Irá ajudá-la a desenvolver um espírito crítico, responsável e de cidadania.
Fiz esse post pensando justamente no meu sobrinho Joãozinho, que acaba de completar 2 anos de idade.
É seu primeiro contato com um livro de histórias infantis e não poderia deixar de fazer alguns comentários e, também, de mostrar algumas preocupações. O que fazer para despertar nele o gosto pela leitura?  Vejo tantos adolescentes e jovens com horror à leitura e que 'assassinam' nosso idioma. Imagino como será o mundo daqui alguns anos.
A criança age por curiosidade e por imitação. Se os pais costumam ler, provavelmente a criança desenvolverá o hábito da leitura. Portanto, deixá-la folhear livros, ler para ela, contar histórias, mostrar figuras, criará uma intimidade maior com os livros. Mostrará que ler pode ser algo muito prazeiroso.

Joãozinho aprendendo a folhear
um livro

Folha por folha...













Aprendendo a identificar as figuras

Bibi... Bibi (= gatinho)













'Pipa' . Ele achou o desenho da
casa parecido com o de uma
pipa! rsrs.
 
Terminando a leitura...







Levando o livro para brincar
com a Laica...rs